Nossa história

O Sindmetal foi fundado no ano de 1959, pelo metalúrgico José Alves da Costa.

O Sindmetal foi fundado no ano de 1959, pelo metalúrgico José Alves da Costa. Na época, a representatividade da entidade estava restrita às oficinas de reparação de veículos.

Somente nos anos 80, com a chegada do Consórcio de Alumínio do Maranhão (Alumar) e pequenas fábricas, houve a expansão e cristalização da entidade enquanto representativa dos interesses dos metalúrgicos da grande indústria.

No início, a maioria das lutas sindicais era por benefícios assistenciais, como serviços médicos e ambulatoriais, como uma forma de suprir as necessidades que as empresas e os governos não garantiam ao trabalhador. Daí surgiu a política d garantir atendimento médico e odontológico ao trabalhador por meio do sindicato, como acontece até hoje.

A Constituição Federal de 1988 também representou um salto nas atividades do Sindmetal, concretizando a liberdade, independência e autonomia das entidades, com o texto de redemocratização do país. Anteriormente, os sindicatos eram subordinados ao governo e não possuíam independência, não podendo nem mesmo reunir-se com outras categorias. Entre os anos 87 e 88 houve um encontro pioneiro, que aconteceu na Fetiema e reuniu vários sindicatos.

Somente após o reconhecimento de direitos trabalhistas pelo governo Getúlio Vargas – como férias e salário -, começaram as lutas dos sindicatos pela expansão dos direitos e conquista de benefícios que garantissem leis que já existiam, mas até então eram descumpridas.

Atualmente, o Sindmetal representa milhares de trabalhadores das oficinas mecânicas e grande indústria do alumínio da região de São Luís, buscando anualmente o aumento de benefícios e melhorias salariais e lutando contra abusos trabalhistas e assédio moral.